Dubrovnik

A cidade murada mais incrível que você irá visitar

A cidade de Dubrovnik é uma das preferidas daqueles que viajam a Croácia. E há muita razão para isso! Não é em todo lugar que encontramos uma cidade medieval tão bem preservada, com as muralhas praticamente intactas. Além de Dubrovnik respirar história, a cidade ainda é banhada pelo belíssimo Mar Adriático. Ou seja, a união perfeita de muita história com belezas naturais e, de quebra, praias acessíveis e comida deliciosa.

Clipart imagem da ilha

Por que visitar Dubrovnik?

A cidade de Dubrovnik, também conhecida como a “Pérola do Adriático”, é um dos destinos turísticos mais famosos da região do Adriático. Hoje em dia, Dubrovnik é popular devido à sua beleza e sua herança cultural. Mas, durante a história, a cidade foi um importante porto e centro comercial no Mediterrâneo.

Dubrovnik tem uma ótima localização, bem na “entrada” do Mar Adriático. Desde o século I, houve uma civilização no local do centro histórico de Dubrovnik de hoje. Já no século X, Dubrovnik foi um importante porto e centro comercial no Adriático. Durante a Idade Média, a cidade ganhou destaque político e econômico. No século XIV, Dubrovnik desenvolveu uma certa autonomia e passou a chamar-se República de Ragusa (Republica Ragusina).

A República de Ragusa foi a mais poderosa, em termos marítimos e comerciais, do Mediterrâneo. Os ragusanos trabalhavam com o comércio de tecido, sal, ouro, madeira e produtos manufaturados. Na época eles estavam entre os comerciantes mais ricos de toda a região. Dubrovnik permaneceu independente até 1808, quando Napoleão assumiu o poder na Dalmácia. Desde então, Dubrovnik fez parte de diversos governos, como o Império Austro-Húngaro, o Reino da Iugoslávia, e a República Socialista Federativa da Iugoslávia. Finalmente, tornou-se parte da República da Croácia independente em 1991.

séculos da história

anos da República de Ragusa

metros de muralhas

milhões de visitantes por ano

Onde fica Dubrovnik?

Dubrovnik está localizada no sul da Croácia. A cidade murada de Dubrovnik fica na costa do Adriático e é cercada pelo mar.

Clipart imagem de óculos

O que ver em Dubrovnik

As muralhas de Dubrovnik

As muralhas da cidade são o símbolo de Dubrovnik. As muralhas foram construídas do século XIII ao século XVI e são consideradas um dos mais belos sistemas de fortificação do mundo. O sistema de fortificação de Dubrovnik, com 1.940 metros de comprimento, consiste em vários elementos – a muralha principal que rodeia a cidade, mais de quinze torres e fortes, e três portões da cidade – Portão Pile no oeste, Portão Ploče no leste e Portão Buža no norte. No seu ponto mais alto, as muralhas atingem a altura de 25 metros. A espessura da muralha do lado terrestre é de 6 metros. À beira-mar, no entanto, ela atinge apenas 3 metros. Isso porque o próprio mar Adriático fornecia proteção desse outro lado. Aliás, vale ressaltar que Dubrovnik tinha uma frote muito forte.

Existem várias fortalezas que se destacam por seu tamanho ou beleza. Uma das fortalezas mais bonitas da Croácia chama-se Minčeta. Com seus 80 metros de altura, Minčeta domina as muralhas da cidade no lado da terra. Outras fortalezas significativas são aquelas à beira-mar, Bokar e São João (Sv. Ivan), que abrigam um museu. Existem dois fortes adicionais que não ficam conectados as muralhas – forte Lovrijenac e forte Revelin.

As muralhas da cidade valem muito a visita. A caminhada ao longo das muralhas oferece uma vista linda sobre os telhados e os jardins da cidade murada de Dubrovnik, bem como uma bela vista para o mar. Existem duas entradas para as muralhas. Uma delas fica ao lado do Portão Pile, no início da rua principal. O outro está localizado na rua de São Domingos, na parte leste da cidade murada. A taxa de entrada é de 200 HRK e para fazer todo o comprimento das paredes, você precisará de aproximadamente duas horas. No entanto, se você achar cansativo ou tiver pouco tempo, poderá fazer apenas metade do comprimento.

Muralhas de pedra no topo de uma rocha cercada pelo mar
Forte medieval de pedra, construida numa rocha
Uma mulher com chapéu caminha pelas muralhas
O motivo de flor esculpido nas muralhas

Stradun

Entrando pelo Portão Pile, você estará no início da rua principal da cidade – o Stradun. O Stradun é a rua mais larga e mais longa dentro das muralhas. Estende-se a 292 metros de comprimento do Portão Pile até a praça principal da cidade. Casas de pedra tradicionais se estendem por toda a rua, em ambos os lados. Entre elas, ruas estreitas e centenas de escadas se estendem da rua principal até as muralhas no norte.

O Stradun costumava ser o centro da vida nos tempos da República e, até hoje, continua sendo a rua mais popular do centro histórico. Todos os palácios e edifícios da rua abrigam negócios no piso térreo. Ali você vai encontrar tudo, de lojas de souvenirs e joalherias a cafés e confeitarias. Os restaurantes estão localizados principalmente nas duas ruas paralelas ao Stradun. As principais são as ruas Prijeko e Ulica od Puča.

A rua principal conecta duas praças, e cada uma delas abriga uma fonte. A Grande Fonte de Onofrio, do século XV, fica perto do Portão Pile, enquanto a Fonte Menor está situada próxima à Igreja de São Brás, no fim da rua.

Rua larga pavimentada com mármore
Uma grande fonte de pedra

Palácios de Dubrovnik

A cidade murada está repleta de uma arquitetura inesquecível, mas há dois palácios que se destacam ainda mais por sua beleza e valor arquitetônico, o Palácio do Reitor e o Palácio Sponza.

O Palácio do Reitor é um lindo palácio gótico com elementos renascentistas e barrocos. Como o nome indica, era o aposento da mais alta autoridade da República – o Reitor. O reitor era o funcionário mais alto do governo. Ele governava a República com o apoio do Senado, do Conselho Maior e do Conselho Menor. Nesse período um novo reitor era escolhido a cada mês, sempre entre os membros da nobreza. Durante seu mandato, que durava apenas um mês, o Reitor trabalhava e vivia no palácio e era proibido de sair do palácio ou ter qualquer contato com sua família. Atualmente, o Palácio do Reitor serve como um museu histórico. Também abriga concertos e outros eventos culturais no seu pátio.

O Palácio Sponza é outro belo palácio construído em estilo renascentista e gótico. Hoje ele abriga os arquivos nacionais, mas durante os séculos obteve várias funções. Serviu como arsenal, tesouraria, banco, armazém, e até como escola. O Palácio Sponza também serve como um palco durante o Festival de Verão de Dubrovnik, um festival anual de teatro e música.

Telhados vermelhos vistos da cima de uma fortaleza
As colunas de pedra com detalhes esculpidas

Igreja de São Brás e Catedral de Dubrovnik

Como todas as outras cidades antigas da costa da Dalmácia, Dubrovnik é o lar de muitas igrejas encantadoras. Uma das principais igrejas da cidade murada é a Igreja de São Brás. Como o próprio nome diz, é dedicado ao santo padroeiro de Dubrovnik – São Brás (Sv. Vlaho). Esta igreja barroca está localizada em frente do Palácio Sponza, perto de Stradun.

Virando para rua à esquerda da igreja, ao lado do Palácio do Reitor fica a Catedral de Dubrovnik, dedicada à Assunção de Maria. A catedral que podemos visitar hoje foi construída no século XVII em estilo barroco, com uma grande cúpula barroca. O que torna a Catedral de Dubrovnik ainda mais interessante é a sala dos tesouros. O tesouro da catedral abriga, entre outras, as relíquias de São Brás.

No dia 3 de fevereiro é comemorado o Dia de São Brás, juntamente com o Dia da cidade. A festa de São Brás reúne os milhares habitantes de Dubrovnik e os representantes da Igreja. Juntos, eles participam da procissão onde as relíquias de São Brás são transportadas pelo centro histórico. A festa remonta a anos atrás – e é comemorada anualmente há mais de 800 anos. Em 2009, foi inscrita na Lista do Patrimônio Cultural da UNESCO.

Mosteiro Franciscano e Mosteiro Dominicano

O Mosteiro Franciscano fica no início do Stradun. O grande complexo do mosteiro se espalha da rua principal até as muralhas ao norte. O atual mosteiro foi construído em estilo barroco (como a maioria dos outros edifícios da cidade murada, devido à restauração do século XVII após o grande terremoto) com elementos renascentistas e góticos. O mosteiro é aberto ao público. Os visitantes podem visitar o claustro do mosteiro, que é considerado o claustro mais bonito dentro das muralhas da cidade. Quem tem interesse, também pode visitar a famosa Farmácia do Mosteiro. A Farmácia dos Frades Menores é a terceira mais antiga farmácia da Europa e abriga inventários que datam do século XIV.

A igreja do mosteiro tem acesso a partir da rua principal. Seu lindo portal gótico foi o único elemento do antigo edifício preservado após o terremoto. Ao lado do portal, há uma pedra saindo da parede da igreja. O que era antigamente o fim do sistema de drenagem pluvial, hoje é a pedra mágica que concede desejos! A lenda diz que quem puder subir na pedra, tirar e colocar de volta a camiseta, enquanto continua de pé na pedra, terá seu desejo atendido! Se é verdade ou não, ninguém sabe ao certo. Afinal, é divertido ver as pessoas tentando e, quase sempre, falhando!

Na parte oriental da cidade murada, perto do Portão Ploče, fica o Mosteiro Dominicano e sua igreja. O complexo inclui a igreja gótica de São Domingos com torre sineira, um claustro lindo e mais quatro igrejas. Como o anterior, o Mosteiro Dominicano também foi transformado em museu. O museu possui obras de grandes autores locais dos séculos XV e XVI. Enquanto a igreja do mosteiro guarda vários sarcófagos e tumbas de arcebispos, bispos e membros da nobreza local.

Uma igreja grande feita de pedra com cúpula de bronze
Vista aérea dos telhados
Igreja de pedra com escadas em frente

Outros edifícios religiosos

Outros exemplos de arquitetura católica na cidade incluem a Igreja de São Salvador, Igreja de São Nicolau, Convento de Santa Catarina e Antigo Convento de Santa Clara. Mas também existem vários outros edifícios sagrados dentro das muralhas da cidade. Esses são a Igreja Ortodoxa com o Museu de Ícones, a Mesquita e a Sinagoga. A Igreja Ortodoxa e a Mesquita foram construídas apenas no século XIX. A Sinagoga de Dubrovnik, por outro lado, é a segunda sinagoga mais antiga da Europa. Os judeus espanhóis a construíram depois de chegar a Dubrovnik no início do século XV.

Coluna de Orlando

A Coluna de Orlando encontrou seu lugar em frente à Igreja de São Brás. Colocada ali no século XV, a Coluna de Orlando é a escultura pública mais antiga de Dubrovnik. A coluna de pedra tem cinco metros de altura. Retrata Orlando, o famoso cavaleiro medieval, como um símbolo da liberdade e independência. A coluna era usada para segurar a bandeira da República. Ela também tem uma pequena plataforma no topo, de onde os mensageiros passavam informações e avisos importantes ao povo de Dubrovnik. As punições também eram realizadas por ali – os acusados eram amarrados à coluna de pedra e açoitados.

Hoje em dia, uma cerimônia é realizada em frente a Orlando todos os anos. A elevação da bandeira na coluna indica a abertura do Festival de Verão de Dubrovnik.

Uma torre alta com sino de bronze e relógio

Torre sineira

Na mesma praça, cercada pelo Palácio Sponza, a Igreja de São Brás e a Coluna de Orlando, ergue-se uma torre sineira. A torre de 31 metros de altura foi construída no século XV. No topo da torre, há uma cúpula. Ela cobre o sino antigo e duas figuras de bronze (chamadas de Maro e Baro pelos moradores de Dubrovnik) que tocam o sino com seus morcegos. Outro fato interessante é que o relógio mostra não apenas a hora exata, mas também as fases da lua.

Dica Marzito

Evite a todo o custo visitar as paredes ao meio-dia, especialmente em junho, julho e agosto. O calor será intenso e as subidas e escadas na parede tornarão a sua visita ainda mais difícil. Leve um chapéu e uma garrafa de água com você, eles valerão mais do que ouro na sua visita as muralhas. E lembre-se, o ingresso para as muralhas também dá acesso ao Forte Lovrijenac.

Clipart imagem de câmera

O que fazer em Dubrovnik

Museus de Dubrovnik

Sendo um próprio monumento histórico, a cidade murada de Dubrovnik conta com inúmeros museus e instituições culturais. Muitos deles já foram mencionados, como o Museu do Mosteiro Franciscano, o Museu do Mosteiro Dominicano, o Museu Histórico, a Sala de tesouro da Catedral ou o Museu da Guerra. Mas também existem outros lugares interessantes que você pode visitar. O Aquarium e o Museu Marítimo estão localizados perto do Porto Velho. O Museu de Dubrovnik, Museu de História Natural e o Museu Etnográfico estão todos situados dentro das muralhas da cidade. Você também pode visitar o Forte Revelin, que abriga uma exposição arqueológica. Ou a Casa de Marin Držić, um dos maiores escritores da literatura croata.

Teleférico de Dubrovnik

Uma maneira excelente de conhecer a Cidade Velha de outro ângulo é pegar o teleférico até o Monte de Srđ. De cima, você terá uma das vistas mais bonitas da cidade murada.

A viagem de bondinho dura aproximadamente 4 minutos. A estação inferior fica do lado de fora das muralhas da cidade e a estação superior fica em um forte no topo do monte. O forte no topo foi chamado de Forte Imperial e foi construído por Napoleão há mais de 200 anos. Por uma taxa de 170 HRK para um bilhete de ida e volta, você também pode visitar o museu da guerra. Ao chegar no topo, além da vista deslumbrante você também encontrará uma loja de souvenirs, uma cafeteria e um restaurante.

Vista da cidade murada de topo do monte Srd

Ilha de Lokrum

Devido à sua localização, cercada pelo mar e pelas diversas ilhas, Dubrovnik oferece incríveis passeios de barco. A 15 minutos de barco da cidade murada de Dubrovnik fica a Ilha de Lokrum. Cheia de vegetação, parques e praias, a ilha foi declarada reserva natural. Os únicos habitantes deste paraíso são pavões, coelhos e muitos outros animais que se movem livremente pela ilha. Além da beleza natural, a ilha abriga vários edifícios históricos. Entre eles estão um antigo mosteiro, uma quarentena do século XVI, as ruínas de uma antiga igreja e um poço.

Na parte central da ilha, você encontrará um grande parque com muita sombra e várias mesas de piquenique. É um lugar ideal para desfrutar do seu brunch. Se você não levou nada para comer, não se preocupe, existem várias opções de comida e bebida disponíveis na ilha. Depois de explorar a ilha de Lokrum, procure uma praia e mergulhe no Mar Adriático. Outra informação importante é que a Ilha de Lokrum é uma das locações da famosíssima série Guerra dos Tronos (Game of Thrones). É nessa ilhota que você encontrará o famoso Trono de Ferro!

Arcades do pátios de mosteiro
Arbustos no parque
Vista das rostas e do mar

Passeio de barco

Outra experiência que Dubrovnik tem a oferecer é um passeio de barco na réplica de um navio de madeira tradicional do século XVI, conhecido como Karaka. O Karaka era um grande navio mercante armado com velas que, originalmente, era um dos maiores navios do mundo. O barco desse passeio é uma réplica menor, claro, mas mesmo assim garante uma experiência inesquecível.

Há diversas opções de passeio nesse barco. É possível fazer um passeio ao redor das muralhas, observando-as de um ponto de vista completamente único; passear pelas ilhas que cercam a cidade antiga; ou aproveitar um jantar romântico ao pôr do sol com música tradicional e uma vista inesquecível.

Um barco antigo de madeira
Uma mulher com câmera filmando a cidade murada do barco

Praias em Dubrovnik

Além das caminhadas pela deslumbrante cidade medieval, você pode também curtir um belo descanso a beira mar. Algumas das praias mais conhecidas de Dubrovnik são as praias de Banje, praia de Sv. Jakov, praias na baía de Lapad (muitas das quais são reservadas apenas para os hóspedes dos hotéis) e a praia de Copacabana. Não importa qual praia você escolher, sempre haverá o mar azul cristalino e uma atmosfera mediterrânea. O mar da região de Dubrovnik foi classificado como “excelente” pelos reguladores ambientais europeus. Com uma temperatura média da água, no verão, em torno de 25°C, Dubrovnik garante um dia perfeito na praia!

A praia de Banje, conhecida popularmente como “praia da cidade”, é a mais próxima da cidade velha. Infelizmente, é também a mais lotada durante o verão. A praia possui uma ótima infraestrutura, com cadeiras e guarda-sóis para alugar. Você pode chegar à praia de Banje a uma curta caminhada do Portão Ploče.

A praia de Sv. Jakov fica um pouco mais longe, a cerca de 20 minutos a pé da praia de Banje. É mais isolada e, portanto, é uma escolha melhor para quem não se importa em caminhar. Se você está buscando um passeio com um pouco mais de aventura, e não se incomoda em ir mais longe, Dubrovnik também oferece essa opção. Há diversas outras praias ao redor da cidade, com bem menos turistas. Por exemplo, explore as praias nas ilhas próximas – Lokrum, Šipan ou Lopud. Para chegar até elas você pode contratar um passeio de barco, que sai direto do porto da cidade medieval.

Vista da praia de areia com as muralhas da cidade no fundo

São Brás – o santo padroeiro de Dubrovnik

Se você está procurando uma maneira de tornar seu passeio pela cidade murada um pouco mais interessante, tente contar as inúmeras estátuas de São Brás. O amado santo padroeiro de Dubrovnik pode ser visto em cada esquina o que torna esse jogo dinâmico e interessante!

Clipart imagem de livro

Guerra dos Tronos em Dubrovnik

Devido à famosa série da HBO Guerra dos Tronos (Game of Thrones ), a cidade de Dubrovnik ficou conhecida internacionalmente como Porto Real (King’s Landing). Dubrovnik foi uma das principais locações da série baseada nos romances de George R. R. Martin. Quem visitar a cidade murada terá a oportunidade de ver os locais usados na série, na vida real. Além da cidade murada, alguns outros locais como Forte Lovrijenac, Ilha de Lokrum e Arboreto de Trsteno também foram usados para as filmagens. Se você é fã da série, pode fazer o Game of Thrones City Tour. Ele se concentra nas curiosidades, locais e enredo da série. E você até pode recriar algumas das cenas icônicas!

A cidade de Dubrovnik também recebeu a equipe de filmagem do último filme de Guerra nas Estrelas (Star Wars). O Stradun, o Porto Velho, o Palácio do Reitor, as muralhas e a praia de Banje foram usados como locais de filmagem que representam a “galáxia muito, muito distante”. Além de Game of Thrones e Star Wars, Dubrovnik também serviu como cenário da série Knightfall e do último filme de Robin Hood (2018).

A Pérola do Adriático

Muitos anos atrás, Dubrovnik ganhou o título “A Pérola do Adriático”. Ninguém realmente ficou surpreendido. É uma das mais belas cidades do Mediterrâneo e um dos destinos turísticos mais importantes do Mar Adriático. Mas o título também tem a ver com o passado da cidade. Durante a era da República de Ragusa, a cidade era uma das mais ricas. Não apenas em termos de ouro, mas também por causa de sua riqueza cultural.

Clipart imagem de carro

Como chegar a Dubrovnik

Com relação à chegada em Dubrovnik, existem várias possibilidades. Primeiro, é importante saber que, infelizmente, você não pode chegar à cidade de trem porque a ferrovia termina em Split, a cerca de 200 km ao norte de Dubrovnik. Então, restam três opções – carro, avião ou barco.

Chegando de carro, é importante ter em mente que você terá que atravessar uma fronteira. Isso mesmo, a região de Dubrovnik é separada do restante do país. Isso ocorre porque a Bósnia e Herzegovina, um dos países vizinhos da Croácia e que também fazia parte da antiga Iugoslávia, tem aproximadamente 15km de costa, na cidade de Neum. Ou seja, se você fizer esse percurso de carro você estará na Croácia, cruzará a fronteira, entrará na Bósnia Hezergovina, deixará o país e entrará novamente na Croácia, continuando para Dubrovnik. Outra opção de chegada a Pérola do Adriático é com barcos ou catamarãs. Mas a opção mais prática e econômica é a chegada de avião.

Quando em Dubrovnik, o transporte público dentro da cidade é muito prático e seguro. A cidade possui uma rede de ônibus local que conecta todos os bairros. Funciona de manhã até meia-noite, com horários de ônibus frequentes. Não é preciso dizer que o centro histórico é uma zona de pedestres, sendo um patrimônio mundial. Portanto, o mais próximo que você pode chegar é até o Portão Pile ou Ploče.

Como chegar a Dubrovnik de Zagreb

Ao dirigir de Zagreb, você precisará de pelo menos 6 horas para chegar a Dubrovnik. E esse é o cenário perfeito, impossível nos meses de verão, quando as entradas para as cidades da costa estão congestionadas. A boa notícia é que você pode pegar uma autoestrada quase até o fim. Entre na E71/E65 e continue até a saída Ploče. Saia em Ploče e continue pela estrada estadual D8. Passe a fronteira e a cidade de Neum, entre na Croácia de novo, e continue em frente até chegar a Dubrovnik.

Como chegar a Dubrovnik de Split

Ao chegar a Dubrovnik, partindo de Split, pegue a E71/E65 e continue até o final da autoestrada. Saia em Ploče e continue pela estrada estadual D8. Passe a fronteira e a cidade de Neum, entre na Croácia novamente, e continue em frente até chegar a Dubrovnik. Você precisará de aproximadamente 3h30 para chegar lá.

Como chegar a Dubrovnik de Kotor

Ao dirigir da Baía de Kotor para Dubrovnik, é importante ter em mente que não existem autoestradas/rodovias entre as duas cidades/países. Há apenas uma estrada que passa pela fronteira, portanto, esteja preparado para esperar – e muito! – na fila durante a alta temporada. A estrada em si leva aproximadamente 2h15, sem paradas. Primeiro, pegue a E65 até chegar à fronteira croata. Em seguida, entre na D8 e continue até Dubrovnik.

Vista aérea da cidade murada e do porto

Aeroporto de Dubrovnik

O Aeroporto Internacional de Dubrovnik, perto de Čilipi, fica a aproximadamente 20 km do centro da cidade ou 30 minutos de carro. Há também um ônibus que liga o aeroporto e a estação que fica no Porto de Gruž. No entanto, se você estiver visitando Dubrovnik na alta temporada, conte com uma hora extra ao planejar seu transfer. Existe apenas uma estrada que liga a cidade ao aeroporto, e o engarrafamento na estrada é comum nos meses de verão.

Clipart imagem do hotel

Onde ficar em Dubrovnik

Como uma das principais atrações turísticas do país, Dubrovnik tem muitas opções de acomodação. Mas, também como uma das principais cidades turísticas da Europa, grande parte dos hotéis tende a ficar indisponível rapidamente. Lembre-se disso ao planejar sua viagem a esta formosa cidade e reserve a sua acomodação com bastante antecedência para conseguir o melhor custo-benefício.

Encontrar acomodações dentro das muralhas é muito complicado, especialmente se você estiver procurando por hotéis. Devido ao espaço restrito e ao preço muito alto, existem poucos hotéis na cidade medieval. Os que existem são hotéis boutique com pouca acomodação. Além dos preços altos e da pouca disponibilidade, os hotéis em geral não têm maleteiros, o que significa que você precisará carregar as suas malas sozinho, por metros, e mais metros e escadarias. Por isso, não recomendamos acomodações dentro das muralhas. Vale lembrar que, por ser uma região protegida a maioria dos hotéis está localizada fora das muralhas, mas é possível encontrar ótimas opções a uma curta distância da entrada para a cidade murada.

Hotel Hilton Imperial Dubrovnik ⭐⭐⭐⭐⭐

Situado num edifício histórico construído em 1895, o Hotel Hilton Imperial Dubrovnik oferece acomodação cinco estrelas a apenas alguns metros do Portão Pile. Este hotel oferece uma grande variedade de instalações e serviços para uma estadia confortável e luxuosa. Entre outras comodidades, podemos destacar garagem, serviço de manobrista, serviços para animais de estimação, academia, piscina e bar. Com uma localização tão atraente e um restaurante no local, este hotel tem tudo o que precisa para umas férias inesquecíveis.

Hotel Lero ⭐⭐⭐⭐

O Hotel Lero é um hotel quatro estrelas, localizado a 20 minutos a pé do centro histórico. O design moderno e sofisticado do hotel fará com que você se sinta bem-vindo e relaxado durante a sua estadia nesta cidade linda. Além de todos os serviços usuais do hotel, o Hotel Lero também oferece o centro de wellness e spa. Possui piscina ao ar livre, dois bares, dois restaurantes e estacionamento. Os hóspedes podem escolher entre os quartos duplos standard e os luxuosos quartos familiares – com uma garantia de melhor custo-benefício.

Hotel Lapad ⭐⭐⭐⭐

Localizado na Baía de Gruž, o Hotel Lapad, com quatro estrelas, é um dos hotéis mais antigos da cidade de Dubrovnik. O hotel foi construído em 1914 e o edifício preserva sua aparência vitoriana até hoje. No entanto, foi adaptado e recebeu uma nova versão mais moderna para atender a todas as necessidades dos tempos contemporâneos. Em suas duas alas, superior e clássica, o hotel oferece 157 quartos e 6 suítes. Todos os quartos estão equipados de acordo com os padrões mais altos. Vale mencionar que a praia fica a apenas alguns metros do hotel.

Hotel Vis ⭐⭐⭐

O Hotel Vis é um hotel confortável com três estrelas, localizado na Baía de Lapad, à beira mar. É uma opção mais acessível, ideal para famílias com crianças ou para quem prefere curtir mais praia do que explorar a cidade. Embora localizado a 4 km da cidade murada, o hotel tem uma ótima conexão com a mesma. A estação de ônibus público para o centro histórico fica bem em frente ao hotel – você pode chegar lá em 10 minutos. O hotel tem 150 quartos à sua disposição, com café da manhã incluso. Além da praia em frente do hotel, várias outras praias ficam ao redor.

Tempo em Dubrovnik

As temperaturas em Dubrovnik variam de acordo com a estação do ano. Situado no sul da Croácia, na costa do Adriático, Dubrovnik possui um clima mediterrâneo. Os verões em Dubrovnik são secos e quentes, enquanto os invernos são amenos e com chuva. Outro fator que afeta a temperatura é o vento, principalmente a Bura e o Jugo. A Bura é um vento seco e frio, equanto o Jugo é um vento quente e húmido.

Durante o verão, as temperaturas mais altas podem chegar a 35°C, ou mais. As temperaturas da primavera e do outono são mais agradáveis – geralmente entre 15°C e 25°C. Já a temperatura no inverno não é tão rigorosa quanto no resto do país, quase nunca ficando abaixo de 5°C, e a neve é extremamente rara.

Clipart imagem do prato com a carne

Onde comer em Dubrovnik

Dubrovnik é conhecida como a cidade croata mais cara. Isso significa que jantar em restaurantes também não é nada barato. Mas, com a comida local sendo tão boa, você definitivamente deve experimentar alguns dos pratos tradicionais. Muitos restaurantes estão localizados na Rua de Prijeko, mas todas as ruas da cidade murada oferecem várias opções de restaurantes.

Sendo uma cidade mediterrânea, quase todos os restaurantes servem comida mediterrânea, que faz parte da cozinha tradicional croata. A comida tradicional inclui massa, peixe, frutos do mar, cordeiro, doces, etc.
Não perca a chance de experimentar sopa de ostras, salada de polvo, peixe com acelga e batata, atum, šporki makaruli (um tipo especial de macarrão servido com molho de carne), menestra verde (repolho e ensopado de carne defumada), cordeiro ou vitela assados, bolo tradicional de Ston (feito de macarrão e nozes) ou rozata (sobremesa tradicional de ovos).

Se você quiser conhecer o “sabor de Dubrovnik”, não deixe de visitar o mercado ao ar livre na Praça de Gundulić. Arancini (casca de laranja cristalizada), figos secos, amêndoas caramelizadas, licor de tangerina, limunčelo (licor de limão) e rakija caseira são apenas alguns dos aperitivos que você pode degustar ou até levar como um souvenir delicioso para os seus amigos!.

Prato com cordeiro assado e batatas assadas
Um prato de macarrão em molho de frutos do mar
Um prato com presunto, azeitonas, queijo, tomate, etc.
Batatas cozidas e polvo picado, servido em uma tigela
Peixe grelhado servido em um prato rústico preto
Clipart imagem da mapa com ponteiro

O que visitar perto de Dubrovnik

Uma colina, verde e com arvores, subindo do mar

Península de Pelješac

A península de Pelješac é a segunda maior península croata. Conhecida pelas inúmeras vinícolas, a região é um dos destinos favoritos para os amantes de vinho. A cidade mais conhecida na península é a cidade de Ston, que abriga a segunda muralha mais longa no mundo. A muralha conecta as cidades de Ston e Mali Ston e divide a península em duas partes. A região é também famosa pelos frutos do mar e pelas ostras mais frescas do país. Por isso, se você aprecia vinhos e gastronomia local, e também se encanta pela arquitetura medieval, vale muito a pena visitar esta península durante a sua estadia em Dubrovnik!

Parque Nacional de Mljet

A Croácia é conhecida pela sua natureza intacta e única. Uma das provas é o fato de que, mesmo sendo um país tão pequeno, a Croácia abriga 19 parques nacionais e naturais. Um dos parques nacionais mais bem preservados é o Parque Nacional de Mljet. O parque cobre a parte norte da ilha de Mljet e, para chegar lá, você tem que pegar um catamarã que sai de Dubrovnik. As atrações do parque incluem dois lagos, vários sítios arqueológicos, antigos assentamentos da ilha e, o local mais famoso, o mosteiro beneditino, que fica na ilha de Santa Maria, no meio do lago. O parque também abriga várias opções de restaurantes e cafés. Você até pode alugar um barquinho ou uma bicicleta para aproveitar o seu dia da melhor maneira possível!

Ilha Mljet, vista de cima, coberta de floresta
Antigas casas de pedra alinhadas uma ao lado da outra perto do mar

Baía de Kotor

Devido a sua posição no sul da Croácia, Dubrovnik é o ponto da saída perfeito para visitar Montenegro, um dos países vizinhos da Croácia. A Baía de Kotor fica no norte da costa montenegrina, apenas 2 horas de carro de Dubrovnik. A baía abriga inúmeras cidadezinhas, todas situadas a beira mar e conectadas por uma estrada. A cidade principal da região é Kotor, o porto mais importante do país. Kotor é uma cidade histórica, repleta das ruas estreitas e tradicionais casas de pedra. A cidade também abriga vários palácios e igrejas, e uma fortaleza que fica no topo da montanha que se eleva acima da baía – a vista é de tirar o fôlego.

Budva

Outra cidade que recomendamos visitar na Montenegro é a cidade de Budva. Budva é uma cidade medieval murada, parecida a Dubrovnik e Kotor. Toda a cidade antiga está cercada por muralhas de defesa. As fortificações de Budva são típicas das cidades medievais muradas do Adriático. A cidade de Budva tem aproximadamente 2.500 anos, sendo um dos assentamentos mais antigos da costa do Adriático. Budva é considerada o centro do turismo em Montenegro, famosa por sua cidade medieval murada, praias de areia com água azul cristalina e vida noturna.

 

Estátua de uma dançarina colocada em uma pedra à beira-mar

Passeios com a Marzito

A Marzito organiza passeios ou transfers privativos para Dubrovnik a partir de Zagreb, Split, Zadar e vice-versa.

Confira alguns dos nossos serviços e passeios de um dia aqui.

Para mais informações sobre passeios privativos, transfers e serviços, nos mande um email: [email protected]
ou clique aqui.

Entre em contato para mais informações

Dubrovnik Croácia was last modified: abril 23rd, 2020 by Marilia Oliveira

Pin It on Pinterest